sábado, 22 de agosto de 2009

Pele na gestação


Durante a gestação o organismo sofre diversas modificações. A pele é alvo de várias alterações: manchas, acne, estrias e algumas doenças dermatológicas próprias da gestante.

Além de manchas escuras na face (melasma ou cloasma), a mulher pode desenvolver uma linha escura no centro do abdome, além de pigmentação da auréola e região genital que tendem a desaparecer após o parto.

As espinhas podem melhorar consideravelmente durante este período, porém, algumas mulheres, vão apresentar acne pela primeira vez durante a gestação.

As estrias acometem mais de 70% das gestantes, principalmente, no último trimestre. Os hidratantes (emolientes) devem ser utilizados rotineiramente para tentar preveni-las, embora nem sempre isso seja possível.

Outras alterações como suor excessivo, brotoeja e alterações de unhas e cabelos também podem aparecer.Neste período é interessante ficar de olho nos sinais (pintas), pois podem acontecer o crescimento e modificações de lesões preexistentes, neste caso, um dermatologista deverá ser consultado o mais breve possível.

Agora que já listamos as mudanças que a pele pode sofrer durante a gestação, estamos diante de um problema: que tipos de tratamentos podem ser realizados na gestante?

Mesmo que a maioria dos tratamentos dermatológicos sejam em cremes, essas substâncias, apesar de utilizadas topicamente, também são absorvidas pelo organismo, podendo causar malformações fetais. Portanto, os tratamentos devem ser realizados apenas sob supervisão médica.

O ácido retinóico utilizado para rejuvenescimento, manchas e estrias, por exemplo, está proibido neste período. A hidroquinona (clareador tópico) também não deve ser aplicada na pele. Vários tratamentos para acne devem ser evitados.

Outro cuidado na hora de prescrever qualquer tipo de creme nesta fase, é de não receitar produtos com cheiro, principalmente no primeiro trimestre, para evitar enjôo e não aderência ao tratamento por parte da gestante.

Quando a medicação for via oral, o cuidado deve ser ainda maior: não utilize nenhum remédio sem a autorização do seu médico.

Quanto ao filtro solar não há nenhuma restrição, muito pelo contrário, o protetor deve ser utilizado, diariamente, a cada 3 horas para previnir manchas.

Portanto, é seu dermatologista que irá orientar o que utilizar para o rosto e corpo neste período tão delicado em que os cuidados com a pele não devem ser esquecidos.

2 comentários:

  1. Que legal que você tem blog também, Mari! Vou vir sempre espiar as novidades em tratamentos estéticos e aprender mais sobre como cuidar da minha pele.
    Adorei te ter como "seguidora"! =)
    Sempre que puder opine lá no blog e dê sugestões de posts.
    Bjos,
    Gabi
    www.gabiamou.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Pronto Doutora Mariana, li o texto indicado pra mim, umas gestante cheia de problemas na pele...hahaha. Agora vou sempre espiar isso aqui!!!
    beijoS, Juliana Pinheiro.

    ResponderExcluir

Dúvidas sobre dermatologia e cuidados com a pele...

Loading...